Jordânia

Nascida em Carmópolis de Minas, em 1983, Jordânia Fernanda da Silva Mariano se criou no quilombo Cachoeira dos Forros, terra de seus ancestrais. Começou a trabalhar na colheita com apenas oito anos de idade, nas fazendas do sul de Minas. Era para onde as famílias do quilombo migravam anualmente para realizar a “panha de café – por mais de cem anos, uma tradição, mas também uma precisão para a população do quilombo”.

Devido à trajetória árdua de trabalho na cafeicultura, Jordânia não apenas teve dificuldades de frequentar a escola mas também de viver uma infância plena. Testemunhou a exploração de seu povo, a perpetuação de sua miséria e o padecimento de muitos familiares e amigos. Por isso sua vida hoje, aos 33 anos, é marcada por uma rotina intensa de compromissos e viagens ligados à militância quilombola.

Contar com o apoio de seu companheiro Paulo no cuidado da casa e dos dois filhos pequenos tem sido fundamental desde que a iniciou, há cerca de dez anos.

Na Federação das Comunidades Quilombolas de Minas Gerais – N’Golo, Jordânia ocupa atualmente uma de suas diretorias, o cargo de coordenadora da Comissão Estadual de Mulheres.

Letícia Godinho

Leia a biografia completa de Jordânia. Clique no centro da imagem para ampliar.